logopir_ali.gif









A Nova Pirâmide Alimentar
O que é?
É a mais recente pirâmide alimentar, proposta em 2005, pelo Departamento de Nutrição da Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard. A maior inovação dessa versão da pirâmide é que, em sua base, estão os exercícios físicos e o seu maior objetivo é o controle do peso através de uma alimentação variada, balanceada e das práticas de esporte.

novapiramide.jpg
 
Importância dos exercícios físicos
Um dos causadores de problemas de saúde, como a obesidade, é o sedentarismo, aliado aos maus hábitos alimentares, que podem trazer outras doenças, como a alta taxa de colesterol no sangue e a diabetes. O mais preocupante é que esses males podem atingir tanto adultos quanto as crianças, que desde cedo se alimentam precariamente e não praticam atividades físicas diárias.

Os benefícios do exercício físico constante vão desde a melhoria da circulação sanguínea, a redução de gordura no corpo até o aumento da disposição e sensação de bem-estar provocada pela liberação de endorfina (hormônio da alegria).

exercícioAs doenças cardíacas são prevenidas quando se prática exercícios do tipo aeróbico. Isso se reforça quando adotamos uma dieta saudável, rica em proteínas, frutas, verduras e legumes nos livrando das gorduras e diminuindo sal.
 
A musculação também é importante porque fortalece as fibras musculares, dando resistência física a quem pratica e melhora as dores provocadas por artroses e reumatismos. Porém, é preciso se exercitar com cuidado e com ajuda de um especialista para evitar lesões e dores.

Os elementos da Nova Pirâmide Alimentar
Base: prática de exercícios físicos diários e controle do peso;

2º andar: Carboidratos integrais e óleos vegetais (azeite de oliva, óleo de girassol e linhaça);

3º andar: vegetais e frutas;

4º andar: alimentos integrais (castanhas, amendoim, feijão, ervilha e grão-de-bico);

5º andar: carne branca (peixe, frango) e ovos;

6º andar: laticínios (leite e derivados) ou suplementos de cálcio;

7º andar:
carne vermelha, gordura animal, carboidratos (arroz branco, pão branco, macarrão) e doces;

As mudanças:
  • Gorduras entram em destaque. Porém, as gorduras boas, provenientes das castanhas, nozes, dos óleos vegetais e da carne de peixe;
  • Os carboidratos continuam exercendo a mesma importância. Mas, destacam-se os integrais em detrimento dos refinados. Os primeiros preservam, além do endosperma dos grãos, o germe e a casca, que são retirados do segundo tipo no processo de refinamento. Por causa desses elementos a mais nos grão de trigo, os carboidratos integrais têm mais fibras e nutrientes, além de menor índice glicêmico;
  • nozesInclusão das castanhas, nozes, amêndoas e amendoins na alimentação. Esses frutos são importantes fontes de sais minerais, proteínas, vitaminas e gorduras saudáveis. São capazes de prevenir doenças hormonais como a tireoide, ajudam a diminuir o colesterol ruim do sangue e fornecem bastante energia;
  • Fontes de proteína divididas em carnes brancas e carnes vermelhas. É importante optar pelas proteínas saudáveis e livres de gordura ruim. As carnes vermelhas possuem maior taxa de gordura que os ovos, frangos e peixes. Por isso, devem ser consumidas em menor quantidade.
Pirâmide Alimentar
Os Grupos Alimentares
Pirâmide Alimentar Infantil
A Nova Pirâmide Alimentar
Fale conosco
Mapa do Site