logopir_ali.gif









Pirâmide Alimentar para crianças
A infância e a adolescência é a fase da vida em que o corpo está sendo formado. Por isso, a alimentação é muito importante. Para evitar os problemas de crescimento, má nutrição e obesidade infantil, que atinge tantas crianças no mundo inteiro, é importante que alimentação infantil seja completa.

Uma alimentação completa significa uma dieta variada, rica nos mais diferentes nutrientes. Existe uma divisão importante dos tipos de alimentos que podem orientar a dieta de uma criança:
Alimentos energéticos: carboidratos e gorduras;
Alimentos reguladores: vegetais e frutas;
Alimentos construtores: laticínios, carnes, ovos e grãos.

 Alimentos energéticos
macarrao.jpgOs alimentos energéticos são ricos em açúcares, carboidratos e gorduras. Esses elementos são os maiores fornecedores de energia para o corpo. Por isso, tudo que está contido neles (pães, massas, arroz, milhos, doces e frutas) são essenciais na dieta de qualquer criança, afinal, elas precisam de força para brincar e estudar. São nesses alimentos que encontram o combustível do qual necessitam.

No entanto, é preciso vigiar a dieta dos pequenos, não é recomendado abusar desses alimentos. Prefira, por exemplo, o açúcar das frutas e do leite (a frutose e a lactose) em vez dos chocolates e balas. O amido presente na batata, milho e mandioca são mais saudáveis que o carboidrato do macarrão industrializado, por exemplo, e as gorduras das castanhas, nozes e azeite de oliva não prejudicam a saúde como as frituras.

É importante optar pelo mais saudável, porque quando abusa-se desses alimentos gordurosos e doces, a chance de desenvolver doenças como a obesidade e colesterol alto é muito grande, o que pode também contribuir para problemas ainda piores na vida adulta, como o diabetes.

Alimentos reguladores
São os alimentos responsáveis por regular as atividades do organismo. São eles: as frutas,
cereais, verduras e legumes. Contendo vitaminas, fibras, sais minerais e outras substâncias, eles fortalecem o sistema imunológico (prevenindo doenças), regulam as atividades do intestino e purificam o sangue. Isto é, mantém todo o corpo em ordem.

frutasreguladorasA falta desses alimentos na dieta  pode provocar avitaminose, carência de vitaminas no sangue. As consequências podem ser variadas, como secura nos olhos, raquitismo, gengivite, anemia perniciosa, descamação da pele, memória fraca, falta de apetite e enfraquecimento de cabelos e unhas, causando a queda de cabelo, entre outras. Já quando há deficiência de fibras, a digestão fica prejudicada, provocando prisão de ventre e dores abdominais.

Os sais minerais, por sua vez, presentes também nos laticínios, são de extrema importância na regulagem do organismo. O sódio, o potássio e o cloro são responsáveis por equilibrar a distribuição da água no corpo e ajudam na contração e força muscular. Há, ainda, o ferro, de extrema importância porque auxilia a oxigenação. As principais fontes de ferro são: as carnes, os grãos como feijão e lentilha e as hortaliças verde-escuras.

Alimentos construtores

carne.jpgSão os mais importantes para as crianças, pois são eles que ajudam no seu desenvolvimento muscular e ósseo. As proteínas contidas nas carnes, ovos, leite e derivados, como também nas leguminosas são as responsáveis por suprir o organismo e formar suas estruturas.

As proteínas servem de matéria prima na formação de células do sangue (glóbulos vermelhos), dos cabelos e unhas. São responsáveis pelo crescimento do corpo, ajudam a prevenir doenças, contribuem para cicatrização de ferimentos e estão presentes na formação dos hormônios.

Esses alimentos não podem faltar na dieta das crianças. Devem estar sempre presentes, pois são eles que contribuem para o crescimento e desenvolvimento do corpo. Tanto as proteínas animais, quanto as vegetais possuem esse papel até a fase adulta. Depois são essenciais para regularização do funcionamento de todo corpo.
Pirâmide Alimentar
Os Grupos Alimentares
Pirâmide Alimentar Infantil
A Nova Pirâmide Alimentar
Fale conosco
Mapa do Site